Salve a Serra do Gandarela

A magnífica Serra do Gandarela fica no Brasil, no Estado de Minas Gerais, a 50 km de sua capital Belo Horizonte, e está seriamente ameaçada pela Vale S.A. e outras empresas de mineração. É um lugar com beleza espetacular, milhares de nascentes, dezenas de cachoeiras, maior aquífero profundo intacto da região, águas de qualidade, segunda maior área contínua da “Mata Atlântica”, vegetação exuberante, riqueza de biodiversidade (fauna e flora endêmicas e em extinção), alta qualidade do ar, mais de cem cavernas, incluindo pelo menos uma paleotoca (utilizada por animais da megafauna pré-histórica, extinta há 10 mil anos) e um importante patrimônio cultural nas comunidades do entorno. Defendemos sua proteção integral, que não está garantida pelo Parque Nacional criado em 2014, e por causa disso estamos lutando há 13 anos pela sua preservação.

A paleotoca da Serra do Gandarela

Na Serra do Gandarela existem mais de 100 cavidades naturais e uma delas, bem no alto da serra, é uma paleotoca, que é uma toca cavada por animais da megafauna que viveram na Terra milhões de anos, depois do fim dos dinossauros, e estão extintos há cerca de 10 mil anos. Neste vídeo o Movimento pela Preservação da Serra do Gandarela apresenta informações sobre a sua importância e as ameaças a esse patrimônio, em especial da mineradora Vale.

Calendário 2020

Clique na imagem e faça o download

 Clique na imagem e acesse! 

A Serra do Gandarela continua seriamente ameaçada

A ameaça é a mesma há 13 anos: a cobiça, em especial da empresa Vale,  em minerar a única serra intacta no Quadrilátero Aquífero-Ferrífero.